PESQUISAR NESTE BLOG


QUADRO DE LEITURA


O TEMPO DA VISITAÇÃO DE ISRAEL E O TEMPO DA IGREJA

Por Marco Sousa


Por quais motivos os Israelitas rejeitaram a Cristo?

Os israelitas esperavam e ainda esperam um Cristo guerreiro que estabeleça o reino de Deus na terra e destrua os seus inimigos. Jesus ainda virá assim para Israel no estabelecimento do milênio.

Havia uma esperança nos corações dos judeus no tempo de Cristo, de que o reino de Israel fosse restaurado e que os romanos fossem expulsos do seu país. Os próprios discípulos demonstraram este anseio diante do mestre (Confira Atos 1:6,7).

A Bíblia nos conta que os judeus tratavam Jesus como uma pessoa comum, ou como um impostor: “Não é este o filho do carpinteiro? Não se chama sua mãe Maria, e seus irmãos, Tiago, José, Simão e Judas? Não vivem entre nós todas as suas irmãs? Donde lhe vem, pois, tudo isto? E escandalizavam-se nele. Jesus, porém, lhes disse: Não há profeta sem honra, senão na sua terra e na sua casa.” (Mateus 13:55-57). Mal sabiam eles que o bom carpinteiro estava pronto para trabalhar os carvalhos de justiça de Deus (Isaías 61:3). (►Saiba mais sobre o bom carpinteiro).

"Veio para o que era seu, e os seus não o receberam" - João 1:11

Como Jesus não aparentava aquilo que os lideres religiosos queriam e que ensinavam ao povo, Jesus foi rejeitado. As escrituras do antigo testamento trazem o roteiro completo da história de Israel até o estabelecimento do reino milenar, no qual a igreja gentílica também estará presente, após os eventos finais de sua história. Uma parte das profecias se cumpriu com Israel e a outra se cumprirá em um futuro próximo. Apesar do texto sagrado do antigo testamento apresentar o messias como um rei humilde que entraria em Jerusalém montado em um jumentinho (Zacarias 9:9) e isto ter se cumprido aos olhos de todo o povo (Mateus 21:1-9),  a bíblia sagrada no antigo testamento também apresenta o messias como um rei que dominará sobre todas as nações (Malaquias 3-1:2) - (Miquéias 5:2-4) - (Salmos 2:8-12).

Os religiosos do tempo de Jesus são semelhantes aos religiosos do nosso tempo, separam porções da Bíblia Sagrada para fundamentar seu modo de vida, quando o compromisso de Deus é com toda a sua palavra, que se cumprirá à risca palavra por palavra. Deus tem compromisso com a sua letra inspirada. Não adianta fazer malabarismos com a profecia, pois aquele que prometeu é fiel e vai cumpri-la cabalmente, independente das "doutrinas extra-bíblicas" apregoadas mundo afora. O Deus todo-poderoso jurou que a sua palavra se cumprirá! Não existe pregador nesta terra e muito menos anjo no céu (ou fora do céu) que consiga anular o juramento feito por aquele que enviou o seu único filho para redimir o homem (outrora condenado ao inferno) que aceitar a sua graça. (Vide Gálatas 1:8).

Glória ao Pai, Glória ao Filho e Glória ao Espírito Santo!